Exposição fotográfica mostra Navegantes através da técnica de longa exposição

O trabalho do fotógrafo Eduardo Werner segue em cartaz até maio, no CIC de Navegantes. 

Está em cartaz no Centro Integrado de Cultura (CIC) de Navegantes a exposição fotográfica intitulada Navegantes In’ Longa, do fotógrafo Eduardo Werner. A mostra traz 10 fotografias tiradas de pontos da cidade.

Mas qual é o diferencial das obras? Bem, os cliques foram feitos com a técnica de longa exposição, que captura a imagem por um tempo maior, registrando todos os movimentos do cenário, dando uma sensação maior de textura e acentuando as cores.

Conforme explica Eduardo, a técnica de longa exposição consiste em deixar a câmera fixada num tripé registrando as imagens. O obturador da câmera permanece aberto por um longo período, bem mais do que normalmente fica para as fotos vistas no dia a dia. Esse modo permite que haja o registro de um segundo até vários minutos de uma mesma imagem. “Tem foto aqui de 104 segundos, de 34 segundos”, comenta o fotógrafo.

Um dos pré-requisitos para fazer esse tipo de imagem é aproveitar momentos com pouca luz. “Tem uma maior dificuldade pelos horários. Só à noite ou antes do sol nascer pra fazer esse tipo de foto. Porque entra muita luz na câmera, então de dia não tem condição de fazer”, explica Eduardo. Ele argumenta que até existe a possibilidade de fazer durante o dia, mas isso requer filtros mais especiais, mas que à noite é mesmo o melhor momento para elas.

O projeto levou um ano para ser realizado. Isto porque os horários eram muito específicos e Eduardo, além do trabalho do dia a dia, tem também seus compromissos pessoais. Adicione aí também o grau de dificuldade de conseguir uma foto perfeita através dessa técnica.

Um dos objetivos era conseguir fotografias durante tempestades, com direito a raios e tudo mais — e ele teve êxito nisso. Entre fenômenos da natureza, foram também registrados céu estrelado, nascer do sol e cachoeira em movimento. Quanto a pontos da cidade, foram clicados o porto, o molhe, a Pedra do Miraguaia, as praias do Gravatá e a Meia Praia, até o Morro do Leiteiro, na zona rural.

Fotos: Eduardo Werner

Com abertura oficial na quarta-feira (05), com direito a coquetel para convidados, as obras ficam em exposição até o dia 05 de maio, na Galeria de Arte Elson Renato dos Santos (Jacaré), no piso superior do CIC, que fica aberto para visitação de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, e das 13h30 às 17h30. O local fica situado na Rua Maria Leonor da Cunha, nº 432, no Centro. A partir do dia 05 de maio, o trabalho de Eduardo ficará exposto no hall de entrada da prefeitura durante todo o mês.

Publicado originalmente no Jornal O Navegantes.

Por Rodrigo Ramos
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s