Governo Federal deve gastar R$ 10 milhões na criação do VOD Brasil

A “Netflix brasileira” contará com cerca de 30 mil títulos do acervo da Cinemateca Brasileira

A mania dos serviços de streaming chegou até ao poder público brasileiro. O Ministério da Cultura, através da Secretaria de Audiovisual (SAV), gastará R$ 10 milhões na criação de um serviço semelhante aos já conhecidos Netflix, Amazon e Hulu. Até o momento, a plataforma não tem um nome oficial, mas os idealizadores chamam de VOD Brasil (sigla em inglês para Video on Demand).

Conteúdo da Cinemateca Brasileira e produções da rede pública de televisão estarão disponíveis para o acesso, somando cerca de 30 mil títulos. Segundo o projeto, filmes, séries e documentários dos países que também falam a língua portuguesa serão disponibilizados.

Não será necessário ter acesso à internet para assistir o catálogo do VOD Brasil. Será possível receber o sinal via UHF com um receptor adequado para a função. Para Paulo Roberto Ribeiro, secretário de Audiovisual, a ideia é criar uma plataforma de vídeo por demanda para devolver aos cidadãos brasileiros o acervo em questão.

Ainda consta no projeto que 12 milhões de famílias, cerca de 40 milhões de brasileiros, inscritas no Bolsa Família e no Cadastro Único Para Programas Sociais, vão receber receptores do governo.

Por Mikael Melo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s