Curiosidades sobre os objetos e a moda em Mad Men

Separamos os objetos e artigos de vestuário mais importantes dos principais personagens da série e indicamos curiosidades sobre os objetos e a função deles na trama

Mad Men venceu o Emmy quatro vezes. A produção do canal AMC se passa nos anos 60, quando eventos como o assassinato de JF Kennedy, a Guerra do Vietnã, a ascensão dos Beatles a morte de Marilyn ajudam a moldar a trama. Mad Men também fala sobre a complexa relação entre as mulheres e o mundo do trabalho através das personagens Peggy e Joan, assim como sobre as expectativas da sociedade sobre o sexo feminino, como exemplifica a personagem Betty.

A série de Matthew Weiner dá importância não só ao enredo, como também aos figurinos e o design dos cenários. Elementos-chave na trama, como objetos aparentemente sem grande importância, representam na verdade os dramas pessoais e frustrações dos personagens.

Identificamos alguns desses objetos das cinco pessoas mais importantes de Mad Men e trouxe curiosidades sobre cada um deles. Preparado para voltar aos anos 60? Confira nossos infográficos.

Don é um gênio misterioso. Começou como diretor de criação na agência Sterling Cooper e acabou se destacando pela criatividade e desempenho. Um cigarro, uma bebida e o sofá é tudo o que ele precisa para ter as mais brilhantes ideias. Ele acaba por abrir o próprio negócio e tem uma vida profissional perfeita, mas está sempre lutando com seus dramas pessoais.

Peggy começa na agência como a secretária de Don. Com estilo modesto, ela recebe algumas críticas e acaba adotando um visual mais maduro com o tempo. O reconhecimento profissional demora a chegar, mas com sua dedicação ao trabalho, Peggy vira a redatora-chefe do escritório.

 

Joan é a gerente do escritório. Com seus vestidos super sexy, ela usa da sensualidade para conseguir o que quer em um mundo dominado pelos homens. A personagem tem uma vida amorosa instável e frustrante e surpreende o público com múltiplos talentos (quem não lembra da cena em que ela toca acordeão e canta em francês?)
Betty ilustra bem o que a sociedade dos anos 60 esperava da mulher. Dona de casa perfeita para os outros, mas totalmente incompleta por dentro, a personagem se divorcia de Don e casa com um político na trama. Na vida real, a atriz que a interpreta estava grávida, por isso que ela acaba ganhando peso durante a trama.
Roger foi veterano da Segunda Guerra e sai da Sterling Cooper para fundar outra agência. O personagem se divorcia duas vezes e usa drogas, além de não conseguir parar de beber. Mesmo depois de dois ataques do coração, não muda seu estilo de vida e nem sempre consegue esconder as próprias frustrações.
Matéria publicada originalmente no site STYLIGHT e cedida ao Previamente
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s