Previamente Entrevista | K-Sis

Irmãs do sucesso “Beijos, Blues e Poesia” voltam à ativa após hiato de cinco anos

As mineiras Keila e Kênia Bonaventura são mais conhecidas como a dupla musical K-Sis. Não tá lembrado? Com certeza você já ouviu “Beijos, Blues e Poesia” e a cantou muitas vezes na década passada. Lembrou? Que bom. Elas chegaram a participar de trilha sonora da Malhação, na Rede Globo, e tocaram muito nas rádios e na MTV, canal em que trabalharam nos programas Chapa Coco e do saudoso Disk MTV.

O começo da carreira fora promissor, mas com o tempo elas deram uma desaparecida e permaneceram cinco anos sem entregar nada novo. No final do ano passado, as irmãs retornaram à atividade e recentemente lançaram o single “Tampa de Caçarolinha”, além de outras duas faixas inéditas.

O Previamente conseguiu uma rápida entrevista exclusiva com as irmãs, que falaram do hiato da carreira, repressão e muito mais. Confira!

O que motivou o sumiço temporário da banda K-Sis da mídia?

K-Sis: O K-Sis precisava de um tempo para poder refletir sobre o trabalho. Foi preciso parar para poder voltar mais pé no chão. Andamos por aí conhecendo pessoas e cidades, ouvindo de tudo e isso tudo foi muito positivo porque amadurecemos muito com essa pausa.

Vocês foram por um tempo apresentadoras da MTV. Que experiência pode se retirar disso pra fazer música?

K: Ouvir de tudo um pouco, sem pré-julgamentos.

Quais as influências da banda para este novo trabalho, que tiveram três músicas apresentadas?

K: Ouvimos muita coisa ao longo dessa pausa que demos. Seria complicado citá-las.  As referencias aparecem de todos os cantos, o tempo todo.

Em tempos de Felicianos e Bolsonaros da vida, vocês não têm medo de sofrer repressão por músicas como “Tampa de Caçarolinha”?

K: Não vivemos mais na época sofrida e opressiva da ditadura.  A música é uma ferramenta linda para poder passar qualquer tipo de mensagem. Não fazemos questão de pessoas que pensam como Bolsonaros e Felicianos da vida. Fazemos questão das pessoas que têm amor no coração e não esse discurso de ódio. K-Sis sempre vai falar de amor.

Vocês têm uma das músicas mais executadas dos anos 2000, que é “Beijos Blues e Poesias”. Vocês acham que ainda existe espaço pras músicas românticas?

K: Claro que existe. O romantismo sempre vai existir enquanto houver pessoas apaixonadas mundo afora.

O que vocês acharam da versão do KLB pra música “Tem Dias”?

K: Sério mesmo? Eles fizeram uma versão do “Tem Dias”?  Vamos ouvir!

No final de cada entrevista, pedimos pro artista indicar uma música que ele esteja ouvindo bastante no momento. O que vocês têm ouvido?

K: The Preatures – “Is This How You Feel” (Keila) e Peter Peter – “Carrousel” (Kênia)

Por Dinho de Oliveira, com texto de abertura por Rodrigo Ramos
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s