A Vida Invisível é indicado ao Independent Spirit Awards 2020

Premiação do cinema independente também indicou O Farol, História de um Casamento, The Farewell, Uncut Gems, Parasita, entre outros.

A lista de indicados à 35ª edição do Film Independent Spirit Awards foi anunciada nesta quarta-feira (21). A premiação do cinema independente chamou a atenção dos brasileiros por ter entre seus indicados A Vida Invisível, de Karim Aïnouz, que curiosamente estreou oficialmente em cartaz no Brasil no mesmo dia.

O longa-metragem foi um dos seis indicados à categoria de melhor filme internacional, ao lado de Parasita (Coréia do Sul), Os Miseráveis (França), Retrato de Uma Jovem em Chamas (França), Retablo (Peru) e The Souvenir (Reino Unido).

Esta é a quinta vez que o Brasil é indicado nessa categoria na história da premiação. Os outros foram O Beijo da Mulher Aranha (que foi vencedor da categoria logo na primeira edição do prêmio), Central do Brasil, Cidade de Deus e Aquarius. No ano passado, o filme Sócrates teve três indicações e levou o troféu de “alguém para se ficar de olho”, que foi ao diretor Alex Moratto.

A Vida Invisível é o filme que representa o Brasil na disputa por uma vaga na categoria de melhor filme internacional no Oscar 2020. Até o momento, o longa já venceu um prêmio no Festival de Cannes, quatro troféus na premiação espanhola Valladolid International Film Festival, um prêmio no Festival de Munique, entre outros.

Principais indicados

A premiação, no entanto, dá mais atenção às produções independentes de língua inglesa. Nas demais categorias, os filmes que lideram a relação são Uncut Gems e O Farol, com cinco nomeações cada. O primeiro, que estreia na Netflix Brasil no dia 25 de dezembro, foi indicado a melhor filme, enquanto o segundo, que estreia nos cinemas brasileiros dia 2 de janeiro de 2020, ficou de fora, mas recebeu outras como melhor direção e ator.

Também receberam múltiplas indicações Honey Boy (4 nomeações), The Thid Wife, The Last Man in San Francisco, Clemency, As Golpistas e História de um Casamento (3 cada), The Farewell e See You Yesterday (2 cada).

O Film Independent Spirit Awards acontece no dia 8 de fevereiro de 2020, um dia antes da entrega do Oscar.

Abaixo, você confere a relação completa dos indicados.

Melhor Filme
A Hidden Life
Clemency
The Farewell
História de um Casamento
Uncut Gems

Melhor Filme de Estreia
Fora de Série
The Climb
Diane
The Last Black Man in San Francisco
The Mustang
See You Yesterday

Melhor Filme Internacional
A Vida Invisível (Brasil)
Os Miseráveis (França)
Parasita (Coréia do Sul)
Retrato de Uma Jovem em Chamas (França)
Retablo (Peru)
The Souvenir (Reino Unido)

Prêmio John Cassavetes (melhor filme feito com menos de US$ 500 mil)
Burning Cane
Colewell
Give Me Liberty
Premature
Wild Nights with Emily

Melhor Diretor
Robert Eggers — O Farol
Alma Har’el — Honey Boy
Julius Onah por Luce
Benny Safdie e Josh Safdie — Uncut Gems
Lorene Scafaria — As Golpistas

Melhor Atriz
Karen Allen — Colewell
Hong Chau — Driveways
Elisabeth Moss — Her Smell
Mary Kay Place — Diane
Alfre Woodard — Clemency
Renée Zellweger — Judy

Melhor Ator
Chris Galust — Give Me Liberty
Kelvin Harrison Jr. — Luce
Robert Pattinson — O Farol
Adam Sandler — Uncut Gems
Matthias Schoenaerts — The Mustang

Melhor Ator Coadjuvante
Willem Dafoe — O Farol
Noah Jupe — Honey Boy
Shia Labeouf — Honey Boy
Jonathan Majors — The Last Black Man in San Francisco
Wendell Pierce — Burning Cane

Melhor Atriz Coadjuvante
Jennifer Lopez — As Golpistas
Taylor Russell — Waves
Zhao Shuzhen — The Farewell
Lauren “Lolo” Spencer — Give Me Liberty
Octavia Spencer — Luce

Prêmio Robert Altman (ao diretor, diretor de elenco e elenco)
História de Casamento

Melhor Roteiro
Noah Baumbach — História de um Casamento
Jason Begue e Shawn Snyder — To Dust
Ronald Bronstein, Benny Safdie e Josh Safdie — Uncut Gems
Chinonye Chukwu — Clemency
Tarell Alvin Mccraney — High Flying Bird

Melhor Primeiro Roteiro
Fredrica Bailey e Stefon Bristol — See You Yesterday
Hannah Bos e Paul Thureen — Driveways
Bridget Savage Cole e Danielle Krudy — Blow The Man Down
Jocelyn Deboer e Dawn Luebbe — Greener Grass
James Montague e Craig W. Sanger — The Vast of Night

Melhor Documentário
Indústria Americana
Apollo 11
For Sama
Honeyland
Island of The Hungry Ghosts

Melhor Edição
Julie Béziau — The Third Wife
Ronald Bronstein e Benny Safdie — Uncut Gems
Tyler L. Cook — Sword of Trust
Louise Ford — O Farol
Kirill Mikhanovsky — Give Me Liberty

Melhor Fotografia
Todd Banhazl — As Golpistas
Jarin Blaschke — O Farol
Natasha Braier — Honey Boy
Chananun Chotrungroj — The Third Wife
Pawel Pogorzelski — Midsommar: O Mal Não Espera à Noite

Prêmio de Produtores
Mollye Asher
Krista Parris
Ryan Zacarias

Prêmio Alguém Para Se Ficar de Olho
Rashaad Ernesto Green — Premature
Ash Mayfair — The Third Wife
Joe Talbot — The Last Black Man in San Francisco

Prêmio Mais Real Que a Ficção
Khalik Allah — Black Mother
Davy Rothbart — 17 Blocks
Nadia Shihab — Jaddoland
Erick Stoll & Chase Whiteside — América

Prêmio Bonnie (dedicado ao reconhecimento de diretoras em meio de carreira)
Marielle Heller
Kelly Reichardt
Lulu Wang

Por Rodrigo Ramos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.