6º Festival Internacional de Cinema de Balneário Camboriú anuncia sua programação

CineramaBC 2016 terá mais de 40 filmes (curta, média e longa-metragem), incluindo ‘O Apartamento’, vencedor de dois prêmios no Festival de Cannes.

cineramabc-2016Foram anunciados nesta segunda-feira (17) os filmes selecionados que serão projetados durante o 6º Festival Internacional de Cinema de Balneário Camboriú. A curadoria do festival escolheu mais de 40 produções entre curta, média e longa-metragem, divididas em 34 sessões, que ocorrem entre os dias 2 e 12 de novembro.

Em nota publicada no site do festival, o criador e diretor do festival, André Gevaerd, diz que as experiências e desafios enfrentados com o objetivo de organizar um festival como o CineramaBC acabam tornando o evento mais forte e proporcionando uma experiência cada vez mais intensa no que realmente interessa: a imersão no mundo do cinema.

Entre as obras que serão exibidas no CineramaBC, um dos destaques é o iraniano O Apartamento (foto) do diretor  Asghar Fanhadi (A Separação), que conquistou dois prêmios (melhor ator e melhor roteiro) neste ano no Festival de Cannes, uma das premiações mais prestigiadas no mundo. A curadora Barbara Sturm destaca também o documentário israelense Identificação, de Sharon Ryba-Kahn, que será exibido pela primeira vez na América Latina dentro do festival em Balneário Camboriú.

Mostras dentro do festival

Durante o festival, acontecerão diferentes mostras. A Competição Oficial exibe as premières de longas e curtas-metragens nacionais e internacionais de ficção, animação e documentário. O CineramaBC Vivo apresenta novas formas de produzir e exibir audiovisual. A Competição Catarina, por sua vez, destaca filmes produzidos em Santa Catarina ou por artistas catarinenses, enquanto a Corujinha apresenta filmes para o público infantil, tendo na edição passada exibido em primeira mão O Menino e o Mundo, filme brasileiro indicado ao Oscar de melhor animação neste ano. Por último, há a mostra Noturna, uma janela para o cinema fantástico.

Os filmes da Competição Oficial disputam a Coruja de Ouro. Os vencedores são escolhidos pelo Júri Oficial, que elege os melhores nas seguintes categorias: filme, direção, fotografia, montagem, arte, ator, atriz e curta-metragem. As produções também concorrem ao Prêmio do Público e o Prêmio Especial da Crítica. Além disso, o festival também traz o Prêmio CineramaBC de Distribuição, que garantirá a distribuição de uma produção de longa-metragem para o circuito comercial brasileiro de cinema.

O CineramaBC, além da exibição de produções inéditas no território brasileiro, promove também palestras, oficinas, seminários, debates, encontros de coprodução e exposições, tendo a presença de diversos cineastas e profissionais da área.

Vale ressaltar que o festival não conta com qualquer tipo de patrocínio ou apoio da Fundação Cultural de Balneário Camboriú.

Ingressos e local

A credencial para as 34 sessões, incluindo a exibição de mais de 50 filmes presentes na programação do festival, custa R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia-entrada). Ingressos individuais também serão comercializados na bilheteria do festival. Não foi divulgado se haverá venda antecipada dos tickets.

Neste ano, o CineramaBC acontece na Pousada Estaleiro Village, localizada na Rodovia L.A.P. Rodesindo Pavan, 3996, Praia do Estaleiro, em Balneário Camboriú.

Confira abaixo a programação completa do festival.

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

LONGAS

“O apartamento” (The Salesman, Irã, 125min, 2016) de Asghar Fanhadi

“O Caminho Mais Curto” (03.ByPass, Romênia, 90min, 2016) de Nap Toader

“Identificação” (Recognition, Israel/Alemanha, 86min, 2016) de Sharon Ryba-Kahn

“Jaqueline Mississipi” (Brasil, 93min, 2016) de Anderson Simão

“Lar doce lar” (Sweet Girls, Suíça, 100min, 2015) de Jean-Paul Cardinaux e Xavier Ruiz

“O sonho de Greta” (Girl Asleep, Austrália, 77min, 2015) de Rosemary Myers

“Desde o começo” (From the return, 92min, Itália, 2015) de Giovanni Cioni

CURTAS

“Retratos da alma” (Brasil, 20min, 2016) de Leonardo Bello

“Ovo” (Brasil, 3min, 2016) de Guilherme Sarmiento

“A Terra da Êxodo” (The land of exodus, EUA, 11min, 2015) de Skinner Myers

“Divisão Final” (Split end, EUA, 6min, 2015) de Eddie Shieh

“Alguns dizem que é amor” (Some call that love, França, 5min, 2015) de Marie Chauvin

“Coração pela boca” (Brasil, 15min, 2015) de Bruno Autran

“20 metros de amor em Montmartre” (20 meters of love in Montmartre, França, 5min, 2014) de Pierre Gaffié

CINERAMABC VIVO

LONGAS

“Estratos” (Brasil, 43min, 2016) de Filipe Maliska

“Clarice ou alguma coisa sobre nós dois” (Brasil, 82min, 2015) de Petrus Cariry

“Caleidoscópio” (Kaleidoscope, Alemanha, 82min, 2015) de Telemach Wiesinger

CURTAS

“Teoria da Prova I” (Beweistheorie I, Russia, 6min, 2016) de Artem Tarkhanov

“O Aquário de Antígona” (Brasil, 20min, 2016) de Alceu Bett

“Milagres” (Brasil, 2015, 21min, 2015) de Adalberto Oliveira

“A Panela de Sophia” (Brasil, 2014) de Caio Salgado

CATARINA

LONGAS

“Oração do amor selvagem” (Brasil, 82min, 2015) de Chico Faganello

“Terra Cabocla” (Brasil, 82min, 2014) de Marcia Paraíso e Ralf Tambke

CURTAS

“Rio da Madre” (Brasil, 19min, 2016) de Fábio Buggemann

“Esplendidezas” (Brasil, 21min, 2016) de Fabi Penna

“Pura Vida” (Brasil, 10min, 2016) de Michelangelo Bernardoni

“A Noiva de Tarantino” (Brasil, 25min, 2016) de Ebner Gonçalves

“O melhor som do mundo” (Brasil, 13min, 2015) de Pedro Paulo de Andrade

“Quinta Coluna” (Brasil, 19min, 2015) de Carlos Daniel Reichel

NOTURNA

LONGAS

“O diabo mora aqui” (Brasil, 76min, 2015) de Dante Vescio e Rodrigo Gasparini

“A Percepção do medo” (Brasil, 110min, 2015) de Armando Fonseca, Kapel Furman e Gurcius Gewdner

CURTAS

“Hemp máster” (Brasil, 20min, 2015) de Renan Blah

SW. Metaxu – seq 01” (Brasil, 9min, 2013) de Kapel Furman

“Mesa pra dois” (Brasil, 23min, 2012) de Amilcar Oliveira

Desalmados – O Vírus” (Brasil, 15min, 2012) de Raphael Borghi

O velho mundo” (Brasil, 13min, 2010) de Armando Fonseca

CORUJINHA

“Pinóquio” (EUA, 90min, 1940)

“Fantasia” (EUA, 125min, 1940)

“Eles te escolhem” (Ellos te Eligem, Argentina, 62min, 2015) de Mario Levit

HOMENAGEM

Ao realizador de Hong Kong, Wong Kar Wai, com exibição de dois filmes.

“Dias Selvagens” (Hong Kong, 94min, 1990) de Wong Kar-Wai

“2046 – os segredos do amor” (Hong Kong, 129min, 2004) de Wong Kar-Wai

POR RODRIGO RAMOS
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s