Espetáculo “Berlim: Dois Corpos à Procura” tem exibição gratuita nesta quarta, em Itajaí

Peça teatral discute a homofobia, a intolerância e o desejo de liberdade

Berlim dois corpos à procuraNa noite desta quarta-feira (4), às 20h30, tem a segunda sessão da estreia do espetáculo Berlim: Dois Corpos à Procura, na Casa da Cultura Dide Brandão, em Itajaí. Na primeira apresentação, a peça lotou o espaço e espera-se um bom público para esse segundo dia.

Com o objetivo de discutir temas como a homofobia, a intolerância e o desejo de liberdade, juntando teatro com dança contemporânea, o espetáculo traz os dois protagonistas (interpretados por Leandro Cardoso e Mauro Filho) em busca da felicidade, sufocada pela opressão e violência da sociedade, à procura da aceitação por quem são e amarem sem medo, em direção a Berlim.

“Eles passam por alguns lugares nesse trajeto que tem como Berlim o ponto final, assim a gente discute a homofobia no espetáculo a partir dessa busca e ao mesmo tempo a fuga do casal”, explica Pietra Garcia, responsável pela direção de cena do espetáculo. “Eles estão saindo da sua terra natal para buscar uma vida onde eles não precisam se esconder, se encaixar nesses padrões heteronormativos”.

Hoje, discute-se muito na sociedade sobre a homofobia, que infelizmente ainda é muito comum. Segundo Pietra, o tópico é muito discutido, porém poucas vezes entendido como algo relevante e que faz parte da nossa realidade, especialmente entre os conservadores. “A homofobia existe sim e mata muita gente todo ano no Brasil. Porque não é uma violência ‘comum’, como aquelas que a gente vê no jornal todos os dias, [como] assaltos, bala perdida, etc. É uma violência direcionada especialmente para um grupo de pessoas, por uma não aceitação de uma forma de ser”, detalha a diretora. Pietra crê que é de extrema importância esse tema ser abordado — motivo pelo qual o espetáculo foi criado — porque, em sua concepção, “quanto mais se fala e se mostra, mais as pessoas vão entendendo”.

Berlim: Dois Corpos à Procura é um projeto contemplado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Itajaí com Patrocínio da Unimed e vencedor do Prêmio Catarinense de Dança no Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura do Governo de Estado de Santa Catarina. A ficha técnica conta com as atuações de Mauro Filho e Leandro Cardoso, direção de cena e operação técnica de Pietra Garcia, Hedra Rockenbach na ambientação sonora, Thiago França como designer gráfico, Ronaldo Rocha na cenotenica e com fotografias de Denis Natan. A criação e produção é da Karma Cia. de Teatro.

Vale ressaltar que a entrada é gratuita. Os ingressos são distribuídos uma hora antes do início do espetáculo. A Casa de Cultura Dide Brandão fica localizada na Rua Hercílio Luz, 665, no Centro de Itajaí.

Por Rodrigo Ramos
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s