Ludmilla | Previamente Entrevista

A funkeira dona do hit “Hoje” fala (pouco) sobre a ascensão do funk e o peso de ser uma das principais artistas brasileiras na atualidade

Com apenas 20 anos, Ludmilla conquistou o público brasileiro com diversos hits que misturam elementos do funk carioca e o pop mainstream. No último sábado (19), ela se apresentou em Balneário Camboriú, na Woods Balneário. Antes do show, ela falou um pouquinho (literalmente) com o Previamente. Mesmo sendo extremamente econômica nas respostas, apresentamos aqui a curta entrevista. Confira abaixo o bate-papo.

Seu antigo nome artístico era MC Beyoncé, o que não deixa de ser uma homenagem à cantora americana. Como foi receber a notícia de que você não poderia mais usar esse nome artístico?

Ludmilla: No início fiquei triste, mas depois entendi que não poderiam existir duas Beyoncé no cenário musical.

O que representa pra ti a ascensão do funk no cenário musical nacional?

L: É uma coisa indescritível. Eu adoro subir no palco e ver o povo.

Hoje tu és uma das principais artistas do cenário musical no Brasil. Teus clipes têm dezenas de milhões de acessos na internet. Cada single vira um hit. Como é lidar com esse peso?

L: É uma responsabilidade muito grande representar a música brasileira. Eu amo o que faço.

Nesta semana passada você foi indicada ao MTV Europe Music Awards na categoria de melhor artista brasileiro. Como você recebeu a notícia e como você se sente sendo reconhecida dessa forma?

L: Eu fiquei sabendo através do meu empresário. É muito gratificante você ver que todo o seu trabalho é recompensado.

Seu último single, “Não Quero Mais”, tem uma pegada mais romântica, diferente dos anteriores. Quero saber por que escolher essa balada como música de trabalho após três hits mais de balada. E ainda quero saber por que o Belo, com quem gravastes a música no álbum, não participou do clipe.

L: Escolhi essa balada por ser a música mais bonita do meu CD e por ter sido gravada com meu muso Belo.

Dois singles teus já fizeram parte de trilhas sonoras de novelas da Rede Globo. Como aconteceu a oportunidade de emprestar suas faixas para o canal?

L: Os convites foram feitos pelos diretores das novelas, eles gostaram das músicas e pediram a minha gravadora Warner Music para fazerem parte da trilha sonora das novelas.

Por último, sempre perguntamos aos artistas o que eles têm ouvido de bom recentemente, seja disco, música ou um artista/banda em específico. Quero saber o que você recomenda pros nossos leitores.

L: Ultimamente tenho escutado muito Riri. O show dela no Rock in Rio está chegando e eu tô muito animada.

Por Rodrigo Ramos
Anúncios

Uma consideração sobre “Ludmilla | Previamente Entrevista”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s