Os Melhores Episódios de How I Met Your Mother

Para celebrar o aniversário de 10 anos da série, elegemos seus 10 episódios mais marcantes

No dia 19 de setembro de 2005, ia ao ar o primeiro episódio de How I Met Your Mother, a substituta natural de Friends, que por sua vez substituiu Seinfeld, e assim por diante. Criada por Craig Thomas e Carter Bays (ambos roteiristas de quase 200 episódios de Late Show with David Letterman), a história tem como personagem principal Ted Mosby (Josh Radnor), um homem que no ano 2030 quer contar para seus dois filhos como conheceu a mãe deles. No caso, Ted conta não só como conheceu a mãe, mas também as dezenas de uma transa só, namoros frustrados, casórios e, mais importante, as aventuras com seus amigos Barney (Neil Patrick Harris), o casal Marshall (Jason Segal) e Lily (Alyson Hannigan), além de Robin (Cobie Smulders), a escolhida para ser o seu amor eterno até o fim da série (e, spoiler!, ela não é a mãe).

Apesar de a desculpa para a série acontecer é conhecer a tal aguardada mãe dos filhos de Ted, o que mais importou em quase 10 anos de produção foi a amizade, ponto forte que sempre sustentou a série, mesmo quando ela enfrentou seus pontos baixos, que aconteceram com mais frequência entre a quarta e a oitava temporadas. Além disso, o seriado sempre trouxe certo frescor com seu estilo narrativo, buscando inovar sempre que podia. Desde que o MacLaren’s fechou suas portas, os fãs ficaram órfãos das peripécias do quinteto, mas é consenso que o programa terminou na hora certa.

Mais de um ano após seu término, 10 prêmios Emmys na estante, duas indicações ao Globo de Ouro, nove temporadas, 208 episódios, mais de 23 milhões de fãs no Facebook e recentemente eleita uma das 100 melhores séries de TV de todos os tempos, How I Met Your Mother deixou boas lembranças e, no seu aniversário de 10 anos, o Previamente homenageia o programa com os 10 episódios mais marcantes de sua história. Confira abaixo.

10. S09E17: Sunrise (2014)

Direção: Pamela Fryman

Enquanto Barney sai bêbado nas ruas depois de uma discussão com Robin, Marshall começa uma discussão mental com o fantasma da Lily do presente e também do passado para reafirmar sua razão na última briga deles. O bate papo na mente dele é divertido, e ver Barney passando os seus ensinamentos para dois moleques no meio da noite também é engraçado. Porém, o que nos deixa com o coração na mão neste episódio é a parte em que Ted e Robin têm a última conversa entre eles antes do casório. Em uma analogia perfeita com o balão, a sincera troca de palavras entre eles é pontual no sentido de mostrar que, mesmo que Ted ame Robin, ele está mais do que nunca disposto a deixá-la seguir seu caminho sem tê-lo por perto para perturbar. Seria o final perfeito do relacionamento conturbado dos dois – mas os roteiristas acharam que era melhor fazer aquela virada nos últimos minutos de série.

HIMYM s09e17 Sunrise

9. S06E04: Subway Wars (2010)

Direção: Pamela Fryman

Os trunfos pelos quais recorrentemente nos lembramos ao pensarmos em How I Met Your Mother é a sua criativa estrutura narrativa e a exploração da relação dos seus carismáticos personagens. Entretanto, o cenário de New York é tão marcante quanto qualquer outro elemento da série. “Subway Wars” é a oficial declaração de amor para cidade. Utilizando o processo de transformação de Robin em uma pura novaiorquina, sua relação com Barney, a habitual insegurança de Ted e as tentativas de Lily e Marshall para ter um filho, o episódio constrói uma atmosfera recheada por senso de urgência onde todos são unidos por um objetivo maior – percorrer New York e chegar a um restaurante para possivelmente ver Woody Allen. Por mesclar cenas hilárias como a batalha de Marshall contra as máquinas com momentos dóceis e sutis como o sorriso de Barney ao ver Robin feliz, “Subway Wars” é um ótimo caso de episódio que reúne todos os elementos positivos de uma série e adiciona um tempero especial ao homenagear a New York que seus personagens tanto amam.

HIMYM s06e04 Subway Wars

8. S01E22: Come On (2006)

Direção: Pamela Fryman

“Come On” parece um dejà-vú nos primeiros minutos, com Ted mais uma vez reafirmando seu amor por Robin e procurando uma forma de surpreendê-la com algum gesto romântico grandioso, jurando ser a última chance que ele dará ao relacionamento (o que não era verdade, como descobrimos no decorrer do capítulo). Robin mais uma vez demonstra seu medo extremo em ter um relacionamento sério, preferindo sair com Sandy (uma versão parecida de Barney, só que mais bizarra), mesmo sabendo que não será nada duradouro. O personagem principal nos faz questionar a que ponto o ser humano pode chegar quando se trata de encontrar o amor verdadeiro, o que estamos dispostos a fazer para não ficarmos sozinhos. Em outro extremo, vemos o casal Lily e Marshall em crise, quando ela tenta, de brincadeira, uma bolsa de estudos e acaba conseguindo, fato que coloca uma grande dúvida na mente da personagem: ela vai estudar ou escolhe o relacionamento que ostenta deste o primeiro ano da faculdade?

O episódio consegue emocionar qualquer um, trazendo situações palpáveis diante da realidade, seja o rapaz desajeitado em busca do amor perfeito ou o casal exemplar enfrentando dificuldade. O desfecho é agridoce, já que ficamos felizes por Ted finalmente ter conseguido um sim de Robin, ao mesmo tempo em que ficamos totalmente destruídos com o final de um relacionamento que nos conquistou desde o princípio. No meio de ótimas piadas e uma grande dose de melancolia, o episódio é o típico season finale que te deixa ansioso por mais.

COMMENT JE L'AI RENCONTREE (HOW I MET YOUR MOTHER)

7. S01E01: Pilot (2005)

Direção: Pamela Fryman

Não é muito comum um piloto definir tudo o que acontecerá ao longo de toda a série e já iniciar num nível altíssimo. How I Met Your Mother conseguiu isso com louvor. As características do quinteto estão todas ali. Marshall e Lily são o mesmo casal que termina a nona temporada – com um pouquinho de amadurecimento, talvez; Barney é o mulherengo incontrolável, cheio de suas teorias, inclusive a do terno, fã de laser tag e dono da brincadeira “Você conheceu o Ted?”; Ted está cansado de ser solteiro e basicamente define que vai achar alguém para ser a mãe de seus filhos;  e a edição vai e vem no tempo também está ali. Há vários momentos marcantes, mas o destaque vai para o início da interação de Ted e Robin, culminando nas frases “eu acho que estou apaixonado por você” e “eu te amo”, logo no dia do primeiro encontro. Revendo o piloto, fica fácil entender a lógica do término da série, que termina basicamente na mesma pegada do início de tudo.

HIMYM s01e01 Pilot

6. S03E05: How I Met Everyone Else (2007)

Direção: Pamela Fryman

A premissa do episódio é ótima: Ted continua na procura pelo amor de sua vida e encontra uma mulher na internet e resolve sair com ela – e ainda pior, decide apresentá-la aos seus amigos. Porém, ela não desejava que eles soubessem como se conheceram de verdade. Como Ted a conhece pela web, Barney desenvolve a teoria que define uma mulher pelo nível de beleza e loucura, que é uma daquelas teorias geniais que só ele mesmo para criar. Para desviar do foco de que todos achem que ela (chama de Blablá, porque o protagonista nem lembra seu nome) louca, todos começam a contar as histórias de como se conheceram. Nessa situação, a série faz o que sabe de melhor: brinca com o absurdo, utiliza flashbacks, situações retardadas e uma metáfora para usar pro resto da vida — até hoje uso aquela do “sanduíche”. Sabemos um pouco mais sobre o passado dos personagens e como se conheceram (o título anuncia isso, afinal), enquanto a situação no bar continua ficando cada vez mais constrangedora. É criativo, afiado e hilário.

HIMYM s03e05 How I Met Everyone Else

5. S09E23/24: Last Forever (2014)

Direção: Pamela Fryman

Se existe aquela polêmica em torno de qual série é melhor, HIMYM ou Friends, há uma discussão que, pra mim, a resposta é incontestável: o series finale de HIMYM é superior ao de Friends. Depois de uma temporada que desvirtuou para melhor a forma narrativa da série, o season finale tratou de não seguir hora por hora, mas ir pulando de ano X pra ano Y, mostrando o que aconteceu na vida dos personagens ao longo do tempo, sempre celebrando a forte relação entre eles. O episódio duplo é uma belíssima maneira de demonstrar o poder da amizade e o amadurecimento que o tempo proporciona às pessoas – até mesmo a Barney, que nunca conseguiu amar uma única mulher, a não ser sua própria filha. Talvez o único problema do finale é desconstruir o mito em torno da Mother, Tracy. Muitos se sentiram traídos com a escolha dos roteiristas, porém o desfecho é condizente com tudo o que a série arquitetou desde o início – é tão óbvio o motivo pelo qual a série terminou com Ted e Robin ficando juntos que os filhos de Ted dizem isso a ele. Apesar disso ou com a ajuda disso, o finale coloca um ponto final no seriado logo na temporada que reconquistou o fôlego dela e nos lembrou como HIMYM conquistou tantos adeptos.

HIMYM s09e23-24 Last Forever

4. S01E10: The Pineapple Incident (2005)

Direção: Pamela Fryman

Possivelmente, é o mais engraçado de todos. É aquela mescla de absurdo no nível certo, ajudando a desenvolver os personagens e a narrativa, além de proporcionar momentos inesquecíveis e hilários. Essa é a única história da qual Ted não se relembra, isso porque Barney, Lily e Marshall o desafiam a beber várias doses. Com isso, o episódio vira uma espécie de Se Beber, Não Case, com Ted refazendo os seus passos com a ajuda dos seus amigos e até do barman. Ted bêbado é uma das melhores coisas que a série já fez. Ele canta, faz ligações estranhas para Robin – que está num encontro -, faz vexame e transa com uma desconhecida. Sem contar o título de “livre de vômito desde 1993”. Junte esses itens ao misterioso abacaxi e temos um clássico que entra para os anais da TV de como se fazer um episódio de comédia. Perfeitamente orquestrado, roteirizado, atuado e editado, “The Pineapple Incident” é o suprassumo do que é How I Met Your Mother.

The Pineapple Incident

3. S08E11/12: The Final Page (2012)

Direção: Pamela Fryman

Qualquer série de longa duração tem problemas de queda de qualidade durante determinados períodos. Faz parte do processo que é fazer televisão. How I Met Your Mother não escapou disso, sendo, aliás, inúmeras vezes criticada pela forma com que lidou com a história que queria contar. Entretanto, essa mesma série é um caso especial, onde diversos dos seus melhores episódios foram produzidos em períodos pouco gloriosos de sua jornada. “The Final Page” é um ótimo exemplo disso. Através de um dos núcleos emocionais mais importantes da série (o triângulo entre Barney, Robin e Ted), se construiu o divisor de águas da reta final, onde podemos ver o ápice da relação entre Barney e Robin enquanto Ted consegue ser capaz de se desvincular de Robin em nome da felicidade dos amigos e Barney tem o seu instante mais humano das nove temporadas, misturando seus absurdos com um sincero pedido de casamento. “The Final Page” é o melhor exemplo do que How I Met Your Mother fez para nos manter sempre atraídos a sua história, colocando todas as fichas na nossa conexão emocional com aquelas pessoas e nos recompensando por diversas decisões duvidosas que podem ter sido tomadas anteriormente.

The Final Page, Part One And Two

2. S02E09: Slap Bet (2006)

Direção: Pamela Fryman

“Você nunca conhece alguém completamente. Todos têm segredos.” MOSBY, Ted. Neste episódio, Ted e Robin ainda namoravam. Por conta disso, Ted acreditava que deveria saber tudo sobre Robin, de tal maneira que buscou a todo custo entender o motivo de ela não gostar de ir ao shopping. Go to the mall… Lembrou alguma coisa? Percebemos que não sabíamos muito sobre Robin, então ela poderia estar envolvida com qualquer coisa, inclusive pornografia. Barney acreditava tanto nessa teoria que resolveu apostar nisso contra Marshall, que ficou com uma teoria mais romântica, a do casamento no Canadá. Desse modo, o episódio acabou unindo duas das melhores referências da série, a Slap Bet, uma aposta que pode durar até a eternidade, e a nossa adolescente popstar canadense favorita, Robin Sparkles! Para quem ficou com saudade, relembre o hit “Let’s Go to the Mall”.

HIMYM s02e09 Slap Bet

1. S09E16: How Your Mother Met Me (2014)

Direção: Pamela Fryman

É um tanto irônico que o melhor episódio de HIMYM seja aquele em que o foco não é nenhum dos cinco protagonistas. No entanto, eles fazem sua parte neste capítulo, um dos mais divertidos e tocantes da série. Aqui, o seriado consegue amarrar as pontas dos encontros e desencontros entre Tracy e o quinteto. O mais importante do capítulo é ter êxito em dar tridimensionalidade à personagem em apenas 20 e poucos minutos. Cristin Milioti prova ter carisma e atributos cênicos capazes de fazer os marmanjos chorarem com sua história, que em vários momentos é bem comovente.

Diante deste episódio e de toda a temporada, nos deparamos com a seguinte situação: Ted e Tracy são a segunda chance no amor que cada um teve. Se pararmos para analisar, Sam foi o primeiro (ou verdadeiro) amor de Tracy, enquanto Robin sempre fora o de Ted. Felizmente, eles encontraram um ao outro para amar novamente. Ninguém substitui o outro, afinal nenhum sentimento é igual. O que Ted e Tracy vieram a desenvolver depois foi sim amor. Contudo, isso não significa que deixaram de amar ou esqueceram por completo os amores (Sam e Robin) passados, o que fica claro no finale por parte do protagonista. Ambos podem não ter sido O amor da vida de cada um, mas a forma como o relacionamento se desenvolve não deixa de ser menos bonito, natural e verdadeiro por conta disso. Talvez faça com que seja ainda mais significativo e puro. Um amor a parte, eterno enquanto durou.

Em suma, “How Your Mother Met Me” tem todas as virtudes que o programa desenvolveu em quase 10 anos e elas caem direitinho para a narrativa de Tracy, o episódio que tocou os espectadores como nenhum outro conseguiu.

How Your Mother Met Me
Imagens: CBS

Textos por Rodrigo Ramos, exceto “Subway Wars” e “The Final Page“, por André Fellipe, “Slap Bet“, por Maluci Vieira, e “Come On“, por Bruna Brehmer.

Fizeram parte desta eleição:
Rodrigo Ramos – jornalista e editor do site Previamente
André Fellipe da Silva e Bruna Brehmer – colaboradores do Previamente
Ady Ferrer e Dinho de Oliveira – jornalistas
Fillipe Queiroz – aficionado em séries e em How I Met Your Mother
Maluci Vieira e Talita Mesquita – colaboradoras do site Diário de Seriador

Da Redação
Anúncios

2 opiniões sobre “Os Melhores Episódios de How I Met Your Mother”

  1. Concordo com muito do que vi na lista, apesar de que no top 3 pra mim sempre irão estar: 1- Slap Bet, 2- The Pineapple Incident, 3- Come On. Deu até vontade de rever pra matar a saudade, minha série favorita sem sombra de dúvidas!
    Ps: o nome do ex-namorado falecido da Tracy é Max.

    Curtir

  2. Eu incluiria os episódios 6×13–Bad News e 7×12 – Symphony of Illumination… Foram Genais fora do formato geral e com uma dramatização impecável… A melhor série da história!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s