Previamente Entrevista | Luiza Possi

Cantora fala sobre seu canal no YouTube, festivais e reality shows

Luiza Possi não é só a filha de Zizi Possi faz tempo. Na estrada desde 2002, quando lançou seu primeiro CD, Eu Sou Assim, gravado na gravadora da qual seu pai era presidente e produzido pelo “Midas” Rick Bonadio. Luiza cresceu e, aos poucos, foi abandonando o rótulo de garota do pop, para se consagrar como uma das grandes do MPB atual.

Ela foi jurada do Ídolos, na Rede Record, conselheira de todas as temporadas do The Voice Brasil, ajudante na atual temporada de SuperStar, e hoje trabalha em seu canal de covers no Youtube, o Lab LP, juntamente com a divulgação de seu mais recente disco, Sobre o Amor e o Tempo, que conta com participação de grandes artistas como Lulu Santos e Erasmo Carlos. Apesar de cheia de compromissos, ela nos atendeu para um rápido bate-papo.

Você regravou um dos grandes clássicos da MPB, “Pra Te Lembrar”, do Ney Lisboa. Essa regravação foi um pedido especial para novela ou o convite para integrar a trilha sonora veio depois?

Luiza Possi: Foi um pedido especial.

Você fez parte do time de jurados do Ídolos e foi conselheira do The Voice por algumas temporadas. O que falta para o Brasil emplacar um artista vindo de um reality show?

LP: O que falta para isso é a gravadora se comprometer mais com o vencedor.

Você está mais forte do que nunca no YouTube. Essa migração se deve a baixa venda de álbuns e o aumento da pirataria?

LP: Não, isso se deve ao mundo novo que estamos vivendo, no qual a internet é o maior meio de comunicação hoje em dia e é importante se atualizar e saber se aproveitar do veículo.

Em seu canal na internet, você faz releituras de grandes sucessos da música. Como é feito o processo seletivo desses covers?

LP: Procuro agrupar por temas as coisas que tem a ver comigo e tento selecionar as músicas que são referências e influências para mim.

Você tocou no Lollapalooza desse ano. Qual a importância desses festivais para a nossa música?

LP: É muito importante. Qualquer evento que promova a música, encontros e a cultura é ótimo para o público poder ter um contato maior.

Com qual artista você não gravou e tem vontade de gravar?

LP: Sting.

Vendo alguns artistas envolvidos com drogas ou outros tipos de coisa, você acha que a atitude externa deve influenciar no julgamento do trabalho do artista?

LP: Acho que qualquer artista que faça apologia, sendo usuário ou não, está errado, porque ele é um formador de opinião e pode levar as pessoas a um caminho sem volta. Mas o que ele faz na vida pessoal dele, sem dividir com o público, em qualquer área, é um problema dele.

No final de cada entrevista, sempre pedimos para o entrevistado indicar um artista que está ouvindo ultimamente.

LP: Neste momento tenho ouvido 2Pac.

Por Dinho de Oliveira
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s