Anjos da Lei 2 | Review

O bromance alcança um novo nível

22 Jump Street poster

Por Rodrigo Ramos

Em 2012, Anjos da Lei fez um grande sucesso internacional. De vez em quando, surge uma comédia que é capaz de fazer com que as gargalhadas mais altas sejam disparadas pelo espectador. O longa-metragem era um bom caso disso. O modo de parodiar com a própria série em que é baseada (protagonizada por Johnny Depp), além de vários clichês do próprio cinema e de filmes policiais e colegiais, fez com que Anjos da Lei merecesse mais uma dose. Aqui ela está então, finalmente nas salas de cinema brasileiras.

Anjos da Lei 2 traz a dupla Schmidt (Jonah Hill) e Jenko (Channing Tatum) de novo à ativa. O departamento quase extinto e que mostrou eficiência na película anterior é, agora, um dos xodós da polícia local. Há mais dinheiro em caixa e com isso as operações aumentam. No entanto, a dupla não aproveita tão bem as chances e por isso são jogados novamente no meio estudantil – a diferença é que agora não vão para o colégio e sim para a faculdade (tcharam!).

De certa forma, Anjos da Lei 2 recicla muitos dos elementos que tornaram o seu antecessor um êxito. Novamente rolam as piadas de “vocês não nos enganam, são muito velhos pra isso aqui”, os dois protagonistas se polarizam e isso acaba criando certa crise na parceria, até mesmo ficam chapados em uma experiência não intencional com as drogas das quais são caso de investigação deles. Apesar de repetir a dose em alguns aspectos, ainda assim criam-se oportunidades para utilizar isso a favor e o roteiro, juntamente com a improvisações dos atores, traz momentos hilários, a exemplo da própria viagem entorpecente, do escândalo de Jenko ao saber de quem a namorada de Schmidt é filha e até mesmo da relação extremamente estranha entre Schmidt e a colega de quarto de sua namorada.

Um dos principais tópicos utilizados aqui é o bromance. O tema é retratado há anos no cinema, mas Anjos da Lei 2 leva isso a um outro nível, com uma abordagem um pouco duvidosa adotada pela direção. Tanto faz. O relacionamento dos dois atinge uma escala de camaradagem que ultrapassa as barreiras da amizade normal, transformando a dinâmica numa relação em que ambos podem se ferir com palavras e ações, mostrando que um depende do outro em algum sentido. É estranho, é quase doentio, mas funciona perfeitamente se o objetivo é fazer rir, como prova a cena do consultório psicológico, que mostra que dentro da trama o tratamento entre eles é o alicerce de tudo.

Mesmo repetindo alguns temas, Anjos da Lei 2 não dá a sensação de cansaço e tampouco é sem graça, se equiparando com o seu antecessor em termos de risadas, ação e trama, diferente de outra franquia de bromance, chamada Se Beber, Não Case, que logo em sua sequência já demonstrava falta de criatividade ao fazer novamente o mesmo filme. Anjos da Lei 2 consegue tirar sarro de si, ser metalinguístico e entretém como poucas comédias recentemente conseguem.

22 Jump Street
EUA, 2014 – 112 min
Comédia

Direção:
Phil Lord & Christopher Miller
Roteiro:
Michael Bacall, Oren Uziel, Rodney Rothman
Elenco:
Jonah Hill, Channing Tatum, Peter Stormare, Ice Cube, Nick Offerman

4 STARS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.