Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge | Review

The Dark Knight Rises EUA / Inglaterra, 2012 – 164 min Ação Direção: Christopher Nolan Roteiro: Jonathan Nolan, Christopher Nolan Elenco: Christian Bale, Michael Caine, Gary Oldman, Anne Hathaway, Tom Hardy, Marion Cotillard, Joseph Gordon-Levitt, Morgan Freeman Lembro quando Joel Schumacher destruiu a franquia Batman nos cinemas com as famosas roupas com mamilos, closes nas respectivas bundas de cada protagonista, além do bat-cartão de crédito, … Continuar lendo Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge | Review

O Espetacular Homem-Aranha | Review

The Amazing Spider-Man EUA, 2012 – 136 min Aventura Direção: Marc Webb Roteiro: James Vanderbilt, Alvin Sargent, Steve Kloves Elenco: Andrew Garfield, Emma Stone, Rhys Ifans, Denis Leary, Martin Sheen, Sally Field, Campbell Scott, Embeth Davidtz Muitos receberam com espanto a notícia de que Homem-Aranha sofreria um reboot. Isso quando fazia apenas oito anos do lançamento do primeiro longa-metragem baseado no personagem e há três … Continuar lendo O Espetacular Homem-Aranha | Review

(500) Dias Com Ela

(500) Days Of Summer
EUA, 2009 – 95 min
Comédia / Romance

Direção:
Marc Webb
Roteiro:
Scott Neustadter, Michael H. Weber
Elenco:
Joseph Gordon-Levitt, Zooey Deschanel, Geoffrey Arend, Chloë Moretz, Matther Gray Gubler, Clark Gregg

Conforme os anos voam, as comédias românticas vão sendo cada vez mais exploradas pelo cinema simplesmente porque dão dinheiro. E por serem tão utilizadas, acabam perdendo o seu sabor, sua essência e tornam-se parte de um gênero óbvio e com poucas novidades. Geralmente elas se salvam pelos seus interpretes que salvam o pouco de dignidade que estes trabalhos possuem.  Não só em comédias romantizadas que o cinema está precário, é o cinema em geral que, a cada ano, parece não conseguir mais inventar algo novo, apenas copiar ou utilizar uma ideia que já existe em outra mídia. O ano de 2009 é um exemplo de como a falta de criatividade está afetando o mundo cinematográfico, onde pouquíssimos filmes se destacam. Uma das poucas exceções que dão um sopro de originalidade e simpatia é esta anti-comédia romântica.

Continuar lendo “(500) Dias Com Ela”