Séries Brasileiras | Parte 1

Seriados, DNA brasileiro e TV a cabo

O Negócio, produção nacional original da HBO
O Negócio, produção nacional original da HBO

Em prol da diversidade (afinal, não existem só produções estadunidenses no mercado), o Previamente criou um especial caprichado, dividido em três parte, sobre o que há de melhor na TV brasileira em se tratando de seriados porque, sim, eles existem e muitos esbanjam qualidade técnica e de interpretação.

Por Jefferson Luchtenberg

O universo das séries gringas aos poucos vem sendo invadido por produções brasileiras. A terra das novelas, que os mexicanos não leiam isso, tem se rendido ao formato numa mistura de obrigação e visão de mercado. A Lei 12.485/2011 responde pela obrigação, pois criou uma cota de exibição de produtos nacionais no horário nobre da TV a cabo. Isso fez com que os canais investissem em filmes, seriados e muitas reprises. Um dos exemplos dessa movimentação é a visualmente pobre Vida de Estagiário no ar exaustivamente pelo Warner Channel. Os 13 episódios vivem em looping esperando que desenvolvam graça entre uma exibição e outra.

Vida de Estagiário
Vida de Estagiário

A visão de mercado é capitaneada pela Globosat que é a maior investidora do formato, inclusive criando cursos de capacitação para roteiristas. Em março do ano passado, o braço da TV Globo trouxe Marta Kauffman, a criadora do aclamado Friends, para ensinar roteiristas brasileiros no 1º Programa Globosat de Desenvolvimento de Roteiristas. Os esforços vão além com a parceria que se dispõe a liberar autores e atores para as produções. Apesar disso, as produtoras independentes têm papel fundamental nesse cenário, bem como a busca pela captação de recursos públicos.

Marta Kauffman, uma das criadoras de Friends
Marta Kauffman, uma das criadoras de Friends

Tudo isso cria um cenário promissor aumentando a produção e a circulação de conteúdo brasileiro, fortalecendo o mercado nacional de audiovisual. O crescimento do formato acontece numa época onde o público demonstra cada vez mais interesse no formato americano assistido em grande parte por meio de downloads na internet. O mercado brasileiro de seriados começa a ser desenhado e falar de temporadas tem se tornado algo comum.

Conheça os seriados

Os canais GNT e Multishow são os que mais concentram exemplares dessa nova safra da teledramaturgia, mas FOX, Warner, Sony e HBO também abrem sua grade para o gênero.

GNT

O canal feminino da Globosat é o que mais leva produções ao ar. Começou em 2006 com Mothern, a adaptação de um blog sobre a relação entre mães e filhos. Com duas temporadas a série foi indica ao Emmy Interncional e saiu do ar em 2007. Depois dela, houve um hiato de cinco anos quebrado com a estréia de Sessão de Terapia. Nela, Selton Mello descansa sua imagem para ficar exclusivamente na produção e direção da série que abriu a nova safra de trabalhos do canal em 2012. O GNT já tem no ar muitos atores do casting da Rede Globo e logo deve receber Malu Mader e Edson Celulari na série policial chamada Animal. Fernanda Young, autora com Alexandre Machado dos hits Os Normais e Macho Man, também assina e protagoniza sua série no canal.

Sessão de Terapia
Sessão de Terapia

Amor Veríssimo: É uma das estreias da nova temporada baseada em crônicas de Luís Fernando Veríssimo focadas em relacionamentos. Uma produção da Conspiração Filmes que conta com 13 episódios e traz Fernanda Paes Leme e Gabriela Duarte no elenco.

Assunto de Família: a outra estréia da temporada mostra Eduardo Moscovis como um juiz da vara de família, seu envolvimento com os casos julgados e a relação com seus próprios problemas familiares. A séria também tem 13 episódios.

Sessão de Terapia: É a versão brasileira da série israelense Be Tipul, de Hagai Levi (que também ganhou uma versão estadunidense, In Treatment, protagonizada por Gabriel Byrne) e se passa em um consultório de psicanálise. Os cinco episódios de uma semana focam sempre em um único personagem que se consulta e apresenta a avaliação do terapeuta Theo no último episódio. Atualmente na terceira temporada, a série não fará adaptação do texto estrangeiro e contará com o roteiro 100% brasileiro. Além disso, receberá Camila Pitanga e Letícia Sabatella.

Amor Veríssimo
Amor Veríssimo

Surtadas na Yoga: A série escrita e protagonizada por Fernanda Young retrata a relação de três amigas e suas aulas de yoga. A academia é o centro para o alivio de estresse e busca de tranquilidade, mas as confusões nas quais se metem não facilitam as coisas. A segunda temporada estreia em abril.

3 Teresas: Esta série nos oferece Denise Fraga convivendo com sua mãe e filha sob o mesmo teto. Foca no conflito entre gerações com toques de humor e sentimento. Até o momento, a série conta com apenas uma temporada de 13 episódios e sem previsão de uma nova.

Surtadas na Yoga
Surtadas na Yoga

As Canalhas: Baseada no livro Canalha, substantivo feminino, de Martha Mendonça, a série chama atenção pelo elenco repleto de nomes conhecidos. Cada um dos 13 episódios mostra mulheres diferentes e sua capacidade de serem canalhas. Na primeira temporada Mônica Martelli e Mel Lisboa se destacaram. Para segunda vêm Marília Gabriela, Fernanda Rodrigues, Sergio Marone, Márcia Cabrita, Alessandra Maestrini e Eriberto Leão.

Copa Hotel: Cancelada na segunda temporada, Copa Hotel conta a história de Frederico, carioca que retorna ao Brasil e assume um hotel deixado pelo recém-falecido pai em Copacabana. Mostra as histórias dos hospedes e dos problemas financeiros do estabelecimento.

BELEZA S/A: É a Nip/Tuck brasileira, contando com humor e drama numa clínica de cirurgia plástica. Médicos, pacientes e os limites da ética na medicina. Atualmente reprisa a primeira temporada.

As Canalhas
As Canalhas

Multishow

No Multishow a nova fase começou em 2010 com a estréia de seis séries. Entre elas se destacaram Morando Sozinho, que teve três temporadas até 2012, e Adorável Psicose, que continua no ar com sua quinta temporada. O canal conta ainda com Fábio Porchat no ar com Meu Passado Me Condena, que deu origem ao filme sucesso de bilheteria.

Adorável Psicose
Adorável Psicose

Adorável Psicose: A série foi criada a partir do blog de Natália Klein sobre suas experiências pessoais, especialmente seus dilemas amorosos e no trabalho. A moça é a autora e protagonista da série que está em sua quinta temporada.

Meu Passado Me Condena: Fabio Porchat e Miá Mello interpretam um casal as voltas com o seu passado. Por terem se casado rápido demais, desconhecem muitos fatos das memórias de ambos. Atualmente, a série está em sua segunda temporada.

Meu Passado Me Condena
Meu Passado Me Condena

De Volta Pra Pista: Este é um retrato da vida de Silvia, uma mãe e empresária recém divorciada. Ela enfrenta dificuldades para voltar a namorar e fazer sexo. Série ainda na primeira temporada.

Acerto de Contas: Primeira série policial do canal, que estreia no dia 2 de abril, foca na disputa de poder entre os dois filhos de Nicolau, um biológico e o outro adotado, um poderoso criminoso do Rio de Janeiro.

Acerto de Contas
Acerto de Contas

HBO

Apesar de falar em grandes investimentos em 2014 no Brasil, a HBO anunciou oficialmente apenas a estréia de PSI, escrita por Contardo Calligari e Emílio de Melo, com os conflitos do psicanalista Carlo, que extrapolam o limite de seu consultório. Claudia Ohana está no elenco. Também para este ano será lançada a segunda temporada do drama O Negócio, série sobre prostituição.

PSI
PSI

FOX

O canal estreou no ano passado e ainda exibe o seriado Se Eu Fosse Você, derivado do filme sucesso de bilheteria protagonizado por Gloria Pires e Tony Ramos. Na TV o argumento se estendeu por 13 episódios com Paloma Duarte e Heitor Martinez como o casal principal.

Se Eu Fosse Você
Se Eu Fosse Você

Sony e Warner Channel

Ambas lançaram no ano passado séries centradas em agências de publicidades com temporadas de 13 episódios. A diferença básica está na qualidade das produções e o Sony leva larga vantagem.

Disney 

Nesta semana devem terminar as filmagens de Que Talento!, a primeira série original brasileira da Disney. Com 26 episódios, o musical contará as peripécias de um grupo de adolescentes em uma agência de talentos. A série não tem data para estrear, mas deve ir ao ar ainda este ano.

Que Talento!
Que Talento!

A Disney ainda procura parcerias com produtoras no país para criar novos conteúdos brasileiros. A direção do canal projeta criar programas como produções pré-escolares para o Disney Júnior, animações e live action, com foco no humor irreverente para o Disney X D e até mesmo novelas, como já faz na Argentina, para o Disney Channel, canal em que o foco são projetos para toda a família. 

Na próxima segunda-feira, na Parte 2 do Especial Séries Brasileiras… Na TV aberta também tem seriados! 

Colaborou neste texto Rodrigo Ramos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.