New Girl – Primeira Temporada | Review

New Girl: Season One
EUA, 2011/2012
Comédia

Criado por:
Elizabeth Meriwether
Elenco:
Zooey Deschanel, Jake Johnson, Max Greenfield, Lamorne Morris, Hannah Simone

Guia de Episódios:
1×01: Pilot
1×02: Kryptonite
1×03: Wedding
1×04: Naked
1×05: Cece Crashes
1×06: Thanksgiving
1×07: Bells
1×08: Bad in Bed
1×09: The 23rd
1×10: The Story of the 50
1×11: Jess and Julia
1×12: The Landlord
1×13: Valentine’s Day
1×14: Bully
1×15: Injured
1×16: Control
1×17: Fancyman (Part 1)
1×18: Fancyman (Part 2)
1×19: Secrets
1×20: Normal
1×21: Kids
1×22: Tomatoes
1×23: Backslide
1×24: See Ya

A safra de comédias desta temporada 2011/2012 infelizmente deixou a desejar. Algumas novas sitcons foram canceladas, enquanto outras foram renovadas, mas nem por isso são boas. Suburgatory e 2 Broke Girls são exemplos de comédias que ficaram abaixo do esperado. Se em Suburgatory ao menos há boas referências da cultura pop, 2 Broke Girls é recheado de piadas sem graça de rico e pobre, além de uma protagonista desprovida de qualquer valor cômico (refiro-me à Kat Dennings). No entanto, houve uma série que se destacou e conquistou a simpatia de muita gente.

A FOX nos deu de presente a série New Girl, estrelada pela queridinha dos nerds e alternativos Zooey Deschanel. Sua presença já seria o suficiente para assisti-la, mas felizmente a sitcom consegue superar a fofura da atriz e coloca em cena situações adversas, diálogos inimagináveis e muitas risadas.

O seriado, com 24 episódios, inicia com Jess (Deschanel) pegando seu namorado no flagra com outra garota. Por causa desse acontecimento, a garota decide sair do apartamento e aluga outro, mas como ela não tem muita grana, acaba dividindo um com três rapazes: Nick (Jake Johnson), Schmidt (Max Greenfield) e Coach (Damon Wayans Jr.), este sendo substituído a partir do segundo episódio por Winston (Lamorne Morris), pois Wayans acabou partindo para outro projeto após o piloto dessa série.

A condição de três homens e uma mulher vivendo no mesmo ambiente é muito bem retratada no início da temporada. Enquanto ainda curte a depressão pós-término, Jess sofre e chora no sofá da sala assistindo sem parar Dirty Dancing. No entanto, a série não se foca nos problemas de gênero, mas sim nos embates de personalidade de cada um. Enquanto Nick sofre de autopiedade, Schmidt é um controlador compulsivo além de ser um pouco tarado. Winston é competitivo e não consegue se manter num emprego, enquanto Jess é avoada, excessivamente doce, ingênua e um tanto quanto excêntrica. Há também a participação frequente da Cece (Hannah Simone), melhor amiga de Jess que Schmidt sempre encontra uma maneira de dar em cima.

O principal trunfo de New Girl é fugir da mesmice. Primeiramente, vale ressaltar que a consolidação de personalidade de cada personagem desde o primeiro episódio ajuda – e muito! Depois disso, os roteiristas conseguem criar situações completamente piradas. Um dos recursos mais interessantes da série é quando eles criam pequenos flashbacks e exibem uma cena extremamente constrangedora e engraçada. As maluquices não param por aí. Muitos dos diálogos beiram a insanidade, com tamanha falta de noção. São gritos, confusões, brigas, gesticulações, caretas. Tem de tudo aqui e estes elementos fazem o espectador cair na risada e se sentem tão constrangidos quanto os próprios personagens.

Como costuma ocorrer com séries de temporadas de longa duração com 20 e poucos episódios, é difícil manter tudo às mil maravilhas. New Girl tem alguns capítulos menos inspirados e que perecem de risadas. Mesmo assim, são poucas as baixas que a série enfrenta. Os roteiristas conseguem sustentar bem essa temporada de 24 episódios com bons plots e ainda contam com a inspiração do elenco, na maior parte, hilariante. Zooey Deschanel está melhor do que nunca interpretando ela mesma, pelo o que parece. Os que dividem a tela com ela também têm talento de sobra e entre o exagero e o constrangimento, adicionam qualidade ao seriado.

Quase sempre a série consegue fugir dos clichês. O possível envolvimento entre Nick e Jess é iminente. Desde o primeiro episódio essa possibilidade surge para o público, mas para a alegria de quem quer uma série que fuja da obviedade, [cuidado com o spoiler] nem mesmo no season finale eles ficam juntos. E isso é bom por segurar esse atrativo para outro momento no futuro. New Girl, portanto, não gasta todas as suas fichas na primeira temporada. Ainda assim, não poupa esforços para entreter o telespectador. É uma comédia despretensiosa e que serve para o seu propósito: alegrar quem a assiste.

Um comentário

  1. Muito boa a review! Concordei com tudo que foi apresentado acima. A série tem carisma e não fica sobrecarregada toda nas costas da protagonista, sendo distribuida pelo mesmo carisma do elenco. Sem dúvida vale a pena. Agora é só esperar o segundo ano ^^D

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.