Missão: Impossível – Protocolo Fantasma | Review

Mission: Impossible – Ghost Protocol
EUA / Emirados Árabes, 2011 – 133 min
Ação

Direção:
Brad Bird
Roteiro:
Josh Appelbaum, André Nemec
Elenco:
Tom Cruise, Jeremy Renner, Simong Pegg, Paula Patton

O ano já estava quase terminando quando Tom Cruise, próximo dos 50 anos, resolveu retornar a um de seus papéis mais marcantes do cinema e que fez boa parte da fama dele. Missão: Impossível é baseado em uma série de 1966 e contava com atores como Peter Gravers, Martin Landau, Leonard Nimoy e Sam Elliot. Em 1996, o mestre por trás de Scarface e Os Intocáveis, Brian De Palma, resolveu transportar para o cinema as missões impossíveis, aqui, lideradas por Ethan Hunt (Tom Cruise). A música tema (composta pelo argentino Lalo Schifrin), muita ação e cenas de tirar o fôlego marcaram a primeira missão de Cruise como o agente. Em 2000, a segunda parte deixou a desejar no comando de John Who. Já em 2006, o criador de Lost, J.J. Abrams, debutou na cadeira de diretor de cinema e criou o mais eletrizante, bem escrito e atuado longa-metragem da série.


Brad Bird pode não ser craque em criar filmes cheios de adrenalina ou em dirigir pessoas, mas é tão estreante quanto fora Abrams. Diretor das animações O Gigante de Ferro, Os Incríveis e Ratatouille, ele já mostrou ser craque em mesclar um bom tom cômico com sentimentos críveis. Essa experiência que adquiriu ao passar dos anos, ele consegue investir nesta película de ação.

A trama se passa algum tempo depois do terceiro filme. Algumas situações do longa de Abrams são citadas, como a mulher de Ethan, mas ela não aparece em cena, por exemplo. O IMF está sendo fechado após uma catastrofe na Rússia onde a agência acaba ficando com a culpa injustamente. Para descobrir quem está por trás disso e punir quem for preciso, Ethan Hunt está novamente no pedaço junto com novos coleguinhas, mas agora não é ele quem escolhe sua equipe; ela é escolhida pelo destino e pelo caminho que percorrem e acabam tendo de se juntar para resolver a equação.

O roteiro não é brilhante e os diálogos não são tão inspirados e pesados quanto os de M:I III, mas Bird consegue trabalhar esta nova missão cinematográfica com muita competência. Logo na cena de entrada, ele já mostra que a comédia está na veia deste trabalho, mas não deixa o quesito ação de lado. A adrenalina e a engenhosidade deste início ditam o tom eletrizante que a película irá nos proporcionar ao longo de suas quase duas horas de exibição.

Do lado engraçadinho da turma, está Simon Pegg, repetindo o papel de Benji Dunn que interpretou no capítulo anterior da franquia. Enquanto isso, Paula Patton e Jeremy Renner estreiam nela e muito bem. Renner acha o equilíbrio para seu personagem que é mais importante do que parece inicialmente. Tom Cruise mostra um preparo físico invejável, além de uma disposição incrível. Em apenas duas cenas ele deixou que usassem um dublê. É ele que escala o maior prédio do mundo, por exemplo.

Apesar de não ser uma obra cabeça, Missão: Impossível – Protocolo Fantasma convence justamente por entregar um filme de ação digno e que honra o gênero. Existem aquelas engenhocas de sempre, até mesmo rola máscara e disfarces. As cenas de ação são espetaculares. A fuga inicial; a explosão do castelo; a escalada; a corrida no meio da tempestade de areia. São várias sequências sensacionais e belamente dirigidas por Brad Bird, que as planeja e as executa com mão cirúrgica. Tudo é cuidado nos mínimos detalhes.

O decreto final é que este M:I é tão bom quanto o seu antecessor. Um empate técnico, basicamente. Só peca por não ter um vilão como Philip Seymour Hoffman, mas daí também é covardia. Brad Bird mostra que tem tudo para emplacar ótimos filmes live action e Tom Cruise prova que ainda tem muito gás para dar, mostrando-se competente em cena e que sabe se divertir. Um dos melhores filmes de ação do ano. 2011 bem que poderia ter nos dado um pouco mais disso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.